sábado, 25 de abril de 2009

Sob a chuva

Ando sumida daqui, mas não ando sumida de mim. Tenho escrito tanto, falado tanto, andado pelos meandros da alma, buscando sempre algo que sei que habita em mim. Talvez meio sem saco, quem sabe devagarinho. Mas planejando o grande salto. Ando sentindo algum medo e isso alimenta, mas desconforta. Prá quem bebe na fonte das certezas, a chuva de dúvidas quase afoga.

20 comentários:

Kyria disse...

Verônica, somos duas a sentir o mesmo. Medo, medo, medo. De que? Cansaço, carregando o quê? Sei que o medo e o cansaço tem origem em outra esfera e estou precisando de me silenciar para me escutar.
Que bom que você veio, sempre te procuro. Bjs

Lets disse...

Oi, Vê,
é sempre bom te ouvir, ou melhor, te ler (rsrs).
Será que esse medo, do qual vc fala e a Kyria tb diz sentir, é comum às mulheres sensatas, guerreiras e sensíveis? Também vivo período assim e, por isso, procuro suas palavras para me confortar. Sei que no medo se descobre uma energia, e estou buscando a minha. Desejo que vc encontre a serenidade necessária para se encontrar, sempre cheia de garra e luz que lhe possibilitem ver e viver a vida intensamente.
Tenha um bom fim de semana!
Bjos
Lets

Beatriz disse...

Medo, dúvidas, receios, insegurança... parece que n'alguma dobra do tempo estes 'fantasmas' estão a nos esperar, ninguém escapa, um belo dia todos nós nos sentimos acometidos destes males.

Também estou vivendo um período assim, minha linda!

Quiçá ele não se faça tão longo...

Fica meu carinho num beijo e numa rosa azul, no teu coração.

umdiasereieumesma disse...

Meninas todas: Vê, Kyria, Lets e Beatriz, a chuva de dúvidas, os medos e o cansaço vêm e vão. Se souberem ser pacientes e aproveitar esse período, verão que a bonança é revigorante. A minha chegou.

Veronica disse...

Oi, Xará, mal entrei no seu blog e já amei o primeiro texto. LIndo, lindo. Esse sentimento que vc sent e cita, anda constante na vida de muitos de nós. Uma angústica coletiva, seria isso? Não sei...
Adorei ler vc.
Bjs

Sonia da Rocha Lima disse...

Passeandooo por aí...entrei!
Parabéns pelo blog!
Ameiii...!!!
Retornarei.
Bjsss...milll...

Fatima disse...

Verônica,
fique tão feliz com sua visita e principalmente por vc aceitar me seguir por ai.
Muito obrigada!
Beijos.

Monique Frebell disse...

Que final lindo!!!

Perfeita conclusão!
Andas sumida mesmo!

Saudades!
Bjos!

Anônimo disse...

Oi, Verônica.
É maravilhoso quando vejo que tem texto novo no "assim que sou". Gosto desse seu espaço e cheguei aqui pela primeira vez pq acompanho o blog da Camilla Tebet. Ela, assim como vc, sabe escrever muito bem. A forma como vcs escrevem realmente é para poucos e lamento pq o dela está "parado".
Vou aguardar mais textos seu e dela tb.
abraços.
Virginia.

Camilla Tebet disse...

a chuva de dúvidas que molha Verônica. Aproveite-a querida, dance então na chuva.. a fonte das certezas era só uma imagem. Não era?
Beijos com saudades dos seus textos

Lets disse...

Vê, em primeiro lugar, acentos, vírgulas e pingos que às vezes falham são perdoados sempre, desde que se saiba a origem ou autoria das palavras. Vindas de vc, sei perfeitamente que foram apenas falhas no material e não no potencial.
Quanto às suas palavras e comentários no meu espaço, que tem a honra de recebê-los, me fazem sempre muito feliz, de verdade! É interessante, mas o simples retorno de uma mensagem, no meu entender, é um gesto de carinho. Afinal, temos mil afazeres diários e reservamos pedacinhos do dia para um amigo virtual. É isso o q me encanta e conforta nesse mundo cibernético.
Sobre as caixas, cestos e cachepôs, tenho verdadeira paixão por eles. Acho que embelezam e são muito úteis.
E sobre os meus comentários, saiba que me faz bem e feliz poder deixar parte de mim expressa nas palavras que dedico aqui e ao Criative-se. Faço com alegria cada manifestação e se ando em falta, é por falta de tempo (rsrs).
Bjo carinhoso
Lets

Ruberto Palazo disse...

A fonte de certezas sempre deixa espaço para a tempestade de duvidas....

Beijos!

Beatriz disse...

Vindo do teu outro espaço, relendo, partindo, mas deixando uma rosa azul perfumando teu caminhar.

Fatima disse...

Oi Verônica!
Indiquei seu blog para receber o selo "Olha que blog maneiro"
Passa lá em casa para ter maiores informações.
Bjs.

Beatriz disse...

Deixando um raio de sol iluminando as horas do teu dia, o sorriso de um lindo anjo que bem sei, está a te acompanhar, e um beijo nesse coração tão lindo!

umdiasereieumesma disse...

Querida Verônica, tenho estado tão longe de você aqui e no Criative-se. A vidinha por aqui tá muito louca e assim ficará até fins de maio. Prometo mais constância depois desse período, até porque seus textos de fazem falta. E me fazem bem. Bjs

Fatima disse...

Querida,
encontrei um blog que acho que vc vai gostar.
http://splishsplashblog.blogspot.com
Abrs.

Lúcia disse...

Oi! Que lindo seu cantinho!!!
Gostei da frase sobre dúvida! Mto boa! Bjs

Janaina Amado disse...

Muito bom este texto, muito tocante! De volta aos blogs, passei aqui pra te ler e deixar um abraço.

Pure disse...

A incerteza de sabermos qual a nossa certeza - se é que isso existe. E depois, o medo, que vem de não sei onde, mas que persiste, todos os dias. Gostei do blog!