sexta-feira, 8 de maio de 2009

Para o dia de hoje

Prisão

E ao te ver fez-se o encanto,
misteriosa alquimia que desafia os sábios
e entorpece a razão.

Mas que razão há nesse canto?
Se só a infinita harmonia que explica o universo
e decifra meus códigos.

Que expõe descaradamente o que goteja e escorre.
E não há dique salvador que possa conter esse mar.

O som da tua alma cruzou o meu caminho
e eu só estendi a mão e segurei.

Há prisão mais libertadora?

17 comentários:

Camilla Tebet disse...

è preciso um tanto de encanto e mais um tantão de talento para falar de uma prisão tão libertadora. Falas de escolha e aí a prisão abre as grades.
Lindo.
Um beijo

Roberta Bernardo disse...

Lindo texto... adorei!!!
Tão bom estar preso assim...
Vc é artista!
Bjks

Fatima disse...

Olha Verônica,
eu já gostava de poema, textos, mas depois que entrei pra esta vida de blogueira e descobrir tanta gente escrevendo bonito como vc acho que nunca mais poderei viver sem tanta sensibilidade com as palavras.
Mas tarde vou passar lá no outro blog.
Bjs.

Monique Frebell disse...

Há pessoas que são verdadeiras algemas, prendem nossos sentidos, nossas razões... nos tornam cativos em regime aberto, sem direito à defesa, sem direito à visitas, condenados eternamente à viver em prol de suas vidas...

Eu já tava com saudades daki!
Bjuus!

=)

Camilla Tebet disse...

Vc me leu. Obrigada por cada palavra.

JOICE WORM disse...

Olha eu aqui, linda!
Um pouco adormecida, un tanto cansada, mas a redescobrir velhos amigos. Nunca lhe esqueci. Estás sempre aqui dentro do meu coração, a fazer um barulhinho tipo... pum pum, pum pum, pum pum...

Tiago Soarez disse...

Veronica,

Eu sempre sumo! Mas sempre volto.

E fiquei tocado com tanta sensibiliadde! É impressionante poder entrar aqui e ler algo tão prazeroso assim! Para mim, foi gratificante!

Um grande beijo.

Kyria disse...

Verônica, deixei um selinho procê no esteemeujeito. Bjs

Lets disse...

Suas palavras são sempre encantadoras. Estou sem palavras...

Bjokas
Lets

Marina disse...

Libertadora, a não ser que seja uma prisão solitária. Pode acontecer.

Beijos, linda!

Kyria disse...

Verônica, que lindo!
Que mágica é esta que nos prende vez por outra?
Deliciosa prisão que nos deixa enlevados e nos tornam sublimes e necessários aos olhos do outro.
Esta é uma imensa paixão que pode conduzir a um amor maduro. Há que se ter paixão antes de se ter amor. Parabéns mais uma vez amiga. Bjs.

umdiasereieumesma disse...

Querida Verônica, obrigada pelas visitas ao UMDIA. Estou em falta contigo, pois me está faltando tempo, muito tempo, pra fazer as coisas que necessito e as que me dão prazer. Tenho sido informada dos novos posts, mas não acho correto passar rapidinho e comentar qualquer coisa, só pra marcar presença. Assim que puder lerei com calma e prazer este blog e o Criative-se. Bjs.

Pri... disse...

Obrigada pela sua visita! :-) Vim conhecer seu outro cantinho e adorei. A postagem de hoje realmente mostra que prisão e liberdade podem depender do modo como as enxergamos... Beijos!

Ruberto Palazo disse...

Aquela coisa de ser livre para voar, e estar "presa" por livre e expontanea vontade, né?

Beijos

Anna disse...

Você escreve muito bem, eu infelizmente não sei escrever.
Tenho mais failidade em falar,adoro viajar, conhecer pessoas novas etc...

Janaina Amado disse...

Veonica, gosto muito dos seus textos, especialmente das crônicas. Por que voce não posta aqui também os seus textos do Criativas? Acho que ficam um pouco perdidos lá - se ficarem nos 2 blogs, lá se agregam àquele bate-papo gostoso das mulheres, e, aqui, reforçam o conjunto da sua escrita. Só um palpite, dado na boa.

Lidiane Vasconcelos disse...

Ai..ai.. não há mesmo prisão mais libertadora!

Logo pensei no meu amado enquanto lia estas palavras, exatamente no dia em que o vi pela primeira vez. Na verdade já o havia conhecido pela web 3 semanas antes, e já estava aprisionada, não pelo olhar mas pelas palavras, voz, inteligência e cavalheirismo. Mas o olhar, no primeiro dia do econtro olho a olho, é que me encantou de uma vez por todas...

Oh! Que massa! Te achei... alguma dúvida que estarei sempre por aqui???

Beijos!