quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Algo que é divino

Dias de sol e céu azul são bençãos divinas. Me fazem um bem imenso. Parece que sou capaz de respirar o ar mais puro e com ele me purificar, eliminar as toxinas dos pensamentos tortos, destilar a fonte do devaneio momentâneo.
Se esse cenário ainda incluir o mar,...só para olhar, só para sentir o cheiro, só para ouvir o barulho das ondas...aí sim posso dizer do reconhecimento de Deus na minha vida.
Li uma crônica da Marta Medeiros falando sobre a forma como ela entende a presença de Deus em sua vida. Enquanto lia pensei sobre o meu conforto d´alma quando diante de momentos de delicioso prazer - segundos, às vezes - posso sentir-me próxima da idéia de um olhar afetuoso e divino sobre mim.
Já falei aqui no blog sobre encantamento. E acho mesmo que essa alegoria do encanto mágico me faz compreender ou tornar palpável essa relação com a energia divina, absolutamente fraterna e generosa. Vivo isso nos momentos em que as manifestações de amor me cercam, que os filhos me enternecem, que a bondade intrínseca de alguém me entusiasma, que a palavra serena é a gota que falta para adoçar a dor, que o sol e o céu azul brilham na minha vida.
Acho que reconheço Deus nesses momentos.

15 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Aqui ta com a cara nova... rs ... ficou bonita!

Eu só lamento que os sábados não estejam sendo ensolarados... bjs

Monique Frebell disse...

No olhar de uma criança vejo Deus.
No viver e no morrer vejo Deus.
Na alegria, na canção, no pulsar do coração vejo a mão de Deus, sinto a mão de Deus...

O sol nasceu, o sol se pôs fica a mão do Mestre. O ano vem, o ano vai, fica a mão do Mestre sobre nós a proteger, sobre todos posso ver...

Bjinhus!

JOICE WORM disse...

Hoje, dormi tarde, mas acordei cedo. O tempo esfria. Entrou Setembro e já tenho o cobertor na cama...
Como dizes, os dias de sol e céu azul são benção divina!
Deixo um beijo de luz para iluminar seu dia, minha linda!

Marina disse...

Testemunho alguns pequenos milagres durante o dia. Milagres que, quem não crê, não vê como milagres. Eu vejo. E agraceço.

Abraço, Verônica.
Obrigada pela linda visita!

Tiago Soarez disse...

Verônica,

Parece que você escreveu esse texto lendo os meus pensamentos. Você não tem idéia de como me sinto bem com tudo isso q disse. Ainda mais quando o mar se faz presente.

Vejo Deus, em sua grandeza, sempre nesses momentos.

Beijos e bom fim de semana!

Camilla Tebet disse...

"um olhar afetuoso e divino sobre mim". E esse olhar pode ser do mar, do sol, de alguém verdadeiramente humanos. Alguns escolhem chamar de deus. Não sei ainda do que chamo. Chamo de deus também, ás vezes de anjo da guarda, às vezes do contato mágico com a natureza. Mas é tão bom poder trocar olhares e um papo com alguém humano, preocupado , gemuinamente interessado. Isso é vida que acontece enquanto estamos esperando todo o resto de mais ou menos acontecer.
Visu novo, vibe nova. Gostei.
beijos procê, menina do rio.

João Francisco Viégas disse...

Sabe que falar de Deus, ou em Deus, é sempre um terreno perigoso! Tudo pode estar certo, ou tudo pode estar errado!
Sei que o certo é como sentimosas coisas, o resto, é só o resto!
Hoje eu sou feliz porque aprendi a estar o máximo de tempo possível em sua sintonia. Apenas na mesma vibração, e isso tem me sido revelador e reconfortante!
Bom domingo!

Quase Trinta disse...

Vim retribuir a visita, adorei o blog...
Eu vejo Deus em todos os momentos, a cada segundo na minha vida...

Dois Rios disse...

Verônica,

Creio que Deus esteja na forma como olhamos as coisas. Há pessoas que não se sensibilizam com um sorriso de criança, com o pôr do sol, com um céu estrelado, com uma flor desabrochando ou com as lágrimas de quem sofre. Há pessoas que enxergam mas não vêem através de Deus.

O seu comentário no meu penúltimo post emocionou-me. Você é linda, querida Verônica!

Beijos ternos,
Inês

Desarranjo Sintético disse...

Bah! Nada como uma manhã de sol, a beleza natutal, ainda masi com esse frio, quando ele aparece e a gente pode se deixar esquentar, acalentar e ao memso tempo curtir a paisagem! E praia é tudo, qualquer tipo de água me acalma, me faz sentir que eu desfruto da natureza e realmente vendo a beleza ofuscante em certos lugares nos lembramos não só que a divindade existe, mas que as melhores coisas são as gratuitas!

Bjoks!

Marcelo Martins disse...

Lindas palavras, sinceras, profundas, embasadas em sentimentos verdadeiros.
Dias de Sol são o que nos aguarda após as tempestades.

Beijos

Penso e Sinto disse...

Eu sinto Deus, não o vejo, mas ele me toca na noite estrelada de verão, quando o cheiro vem com a brisa me inundar, junto com ele lembranças boas sempre.

BJS,

efemérida disse...

lindissimo aq
gostei da cor adoro vermelho
eh bem convidativo
e vc escreve com pureza
e beleza
esta lindo mesmo.......

volto...^^

Juliana David disse...

Acordar e apreciar o sol é algo divino mesmo. Levantar aos céus a face e sentir o amornar da pele, é quase voltar ao ventre da mãe. è fechar os olhos e sentir a energia. É como se fundir ao cosmos e virar ao sopro da brisa uma folha que cai, voar aos quatro cantos e sentir unido a mãe natureza.

É impossível não viajar com você ou deixar de ler o que escreve. É impressinante como é fácil sentir a alma através de suas palavras.

Abraços.

Ju

"O Autor", disse...

Reconheço - e conheço - Deus no arco-íris.